Cultura Organizacional: tudo o que você precisa saber!

Aprenda o que é, qual é a importância, quais são os tipos, quais são os benefícios e como desenvolver uma Cultura Organizacional!
Tempo estimado de leitura: 10 minutos

Você já ouviu falar o quanto é importante para uma empresa criar uma cultura organizacional? Pois bem! No entanto, muitos empreendedores e empresários não sabem o motivo pelo qual a cultura de uma empresa é tão importante e muito menos, para o que ela serve.

De fato, a sua empresa, bem como todas as outras, possui características únicas, como por exemplo, um hábito que só a sua companhia possui, a forma de comprimentar os outros profissionais, alguma comemoração quando um objetivo é alcançado, entre outros. Então, são exatamente esses detalhes simples que fazem a cultura organizacional da sua empresa. 

Além disso, a cultura organizacional é formada por pessoas, ou seja, o reflexo de cada uma delas está composto para criar uma boa cultura. Portanto, para que você entenda melhor, que tal explorar este artigo e descobrir tudo sobre a Cultura Organizacional de uma empresa? Vamos lá!

Cultura Organizacional: tudo o que você precisa saber!
Cultura Organizacional

Afinal, o que é Cultura Organizacional?

Antes de mais nada, a cultura organizacional basicamente é a junção de algumas características, como por exemplo, missão, valores, objetivos, crenças, ações, entre outros, que compõem para que a mesma seja criada, além de definir a forma que o seu negócio deve ser conduzido. 

Outra forma mais simples de entender é: você sabe o que é cultura? Para a nossa sociedade é o conjunto moldado pela história, sotaques e a forma como as pessoas vivem, por exemplo, os costumes. Então, basicamente, a cultura é tudo aquilo que aprendemos ao longo da vida, com a convivência com determinado grupo de pessoas. 

Com isso, podemos dizer que dentro da organização a cultura segue o mesmo caminho, porém, é a convivência entre os profissionais que servirá como um guia para a cultura da empresa. Logo, todas as crenças, comportamentos, missões, objetivos, políticas, valores, entre outros, são levados em consideração.

Além disso, a cultura organizacional não é só levada em conta o comportamento dos colaboradores dentro da organização, mas também qual é a forma que os clientes e estratégias são tratados. 

Para que você entenda melhor, toda empresa tem a crença de que “o cliente sempre tem razão!”, então você vai manter um cliente que destrata os seus colaboradores? Isso desmotiva a equipe!

Por isso, a cultura organizacional é tão importante, já que ela está conectada com a motivação dos colaboradores. 

Por que a cultura organizacional é importante?

Agora me diz, o que adianta ter os melhores funcionários na sua organização, se você não consegue atrelar os objetivos deles com os da sua empresa? No entanto, o mesmo não precisa entrar com as mesmas vontades e metas, mas a sua empresa deve engajá-los para que isso aconteça. 

A cultura organizacional é extremamente importante para motivar os funcionários, fazendo com que os mesmos cresçam junto com a sua empresa. Por isso, é importante planejá-la e fazer a organização correta da mesma. 

Afinal, muitos negócios que não adotam a cultura organizacional possuem muitos problemas com a produtividade, rotatividade no ambiente corporativo, entre outros. Por isso, a cultura organizacional é de extrema importância para todas as empresas.

Como é estruturada a Cultura Organizacional de uma empresa?

De fato, desenvolver e elaborar uma cultura organizacional, não é tão simples quanto parece. Isso porque, é preciso alinhar todas as expectativas com o crescimento do negócio. 

No entanto, um dos maiores desafios é estabelecer algumas definições importantes para a empresa, como por exemplo, missão, visão, valores, política, pois tudo deve estar conectado com o perfil que você deseja que o funcionário tenha. Mas afinal, como é estruturada uma cultura organizacional?

Para te ajudar, podemos começar com uma dica muito especial do palestrante Edson Rigonatti. Segundo o mesmo, quando você responde essas perguntas, as respostas formam a cultura organizacional da sua empresa. Podemos começar? Veja só as questões:

  • Sua cultura é missionária ou mercenária? Estamos aqui para ganhar dinheiro e ser eficiente ou por uma causa?
  • As coisas acontecem de um jeito estruturado ou flexível?Na sua empresa tem processo para tudo ou cada um faz o que quer?
  • É preferível pensar sobre um problema ou sair executando e aprender no caminho? 
  • Damos mais valor ao controle ou delegamos bem?
  • Ter cuidado na ação ou existe permissão ao risco?
  • Sua empresa lida com pessoas de um jeito diplomático ou direto?
  • Na sua empresa as pessoas são individualistas ou trabalham mais em grupo?
  • Vale mais o que acontece de casa ou fora de casa?

Após ler as perguntas, responda as mesmas sem medo de errar, afinal, não existe uma resposta certa. Além de, claro, ser importante lembrar que elas automaticamente não podem ser respondidas de forma simples como “sim” ou “não”.

Além disso, a cultura organizacional de uma empresa é completamente mutável, ou seja, ela pode ser alterada quantas vezes forem necessárias, mas é claro, sempre de acordo com as características da organização. 

Missão, Visão e Valores.

Você com certeza já ouviu falar sobre esses termos, não é verdade? Mas o fato é que muitas pessoas não sabem a forma correta de serem estruturados. Pois então! Antes de tudo, a missão, visão e valores de uma empresa funcionam como um documento oficial, ou seja, é com esses princípios que se forma uma cultura organizacional. 

Desta forma, os três pilares devem estar sempre alinhados, conectados e integrados. E claro, é importante lembrar que esses pilares também são mutáveis e eles podem ser alterados conforme a evolução da organização. Agora, fique com a definição de todos os pilares. 

Missão

Você sabe por qual motivo a sua empresa existe? Pois bem, essa é a pergunta ideal para definir qual é a missão da empresa. Na verdade, ela é o propósito da empresa, ou seja, é necessário entender com qual intuito a mesma foi criada. 

Por isso, é necessário ter em mente que a missão funciona como a identidade da empresa. Portanto, a definição da missão precisa ser concretizada para que as estratégias de negócio estejam de acordo com elas. 

Visão

Qual é o objetivo que a sua empresa pretende alcançar? Para este termo, é preciso entender onde a sua empresa pretende chegar. De fato, todo gestor, empreendedor ou empresário tem em sua mente onde quer estar daqui a tantos anos com o seu negócio. No entanto, a prática é completamente diferente. 

Por não ter uma estratégia definida, muitos empreendedores acabam obtendo o fracasso do seu negócio. Portanto, é indispensável criar prazos para todos os objetivos a serem alcançados, afinal, com prazos bem definidos, o planejamento e a execução tendem a ser mais assertivos. 

Por fim, podemos dizer que a visão é o planejamento estratégico da empresa. 

Valores

Quais são os princípios da sua empresa e dos colaboradores que nela atuam? Nada melhor do que essa pergunta para definir os valores do seu negócio. Neste momento, é necessário apostar todas as suas peças, ou seja, colocar tudo o que você acredita que a sua empresa possui que a difere das outras. 

Para que você entenda melhor, os valores de uma empresa são os que você acredita que seja bom pra ela. Bem como, é possível atrelar esses valores à vida e ao comportamento dos trabalhadores. 

Portanto, a melhor forma de criar os valores da sua empresa é obtendo princípios e crenças, afinal, são essas características que vão ser o mapa para as atitudes e decisões de todos os funcionários. 

Quais são os tipos de Culturas Organizacionais?

Você sabia que existem alguns tipos de culturas organizacionais? Pois é! Então, saber em qual dessas culturas a sua empresa se encaixa melhor é tão importante quanto criá-la e desenvolvê-la dentro da sua empresa. Para que você entenda, esses conceitos de culturas abaixo, foram elaborados pelo filósofo Charles Handy. 

Cultura do Poder

Nesse sentido, a cultura do poder, significa que a empresa coloca todas as suas expectativas na liderança e dão este poder para pessoas da organização, que a companhia acha que são capazes de influenciar outros indivíduos. Em empresas menores, por exemplo, os líderes são os donos das empresas, já em outras, os líderes podem ser dados a subcargos.

Em conseguinte, as empresas que atuam desta forma, pensam apenas na conquista dos resultados e quem dita as regras, geralmente, são os líderes

No entanto, é válido ressaltar que esse tipo de organização pode gerar muitos conflitos internos, afinal, só uma pessoa tomando a decisão fica difícil ter uma conversa em equipe. Saiba como ter uma liderança de sucesso com o nosso conteúdo sobre: e-leadership: Saiba tudo sobre essa prática!

Cultura de Papéis

Você sabia? A empresa focada em cada uma das funções de todos os indivíduos é chamada de Cultura de Papéis. No entanto, o grande problema desta cultura é a falta de flexibilidade, já que o colaborador só pode exercer a função que está em seu contrato. 

Infelizmente, empresas com este tipo de cultura criam funcionários acomodados, que além de não serem proativos, não se preocupam com o crescimento da organização.  

Cultura de Tarefas

No caso, a cultura de tarefas, dá o poder para aquelas pessoas ou grupo de indivíduos que conseguem resolver um problema específico. Com isso, os profissionais se sentem mais capacitados e libertos para poder escolher e encontrar diversas soluções, de forma criativa e até mesmo assertiva. 

A cultura de tarefas, por sua vez, consegue ser uma das mais importantes e positivas para a empresa, melhorando até o clima organizacional. Isso porque todos os colaboradores se sentem à vontade para dar suas opiniões, ideias e resoluções de problemas. Além disso, os profissionais se sentem mais motivados. 

Cultura de Pessoas

Antes de mais nada, já está no nome! A cultura das pessoas se preocupam com os indivíduos da organização, ou seja, com seus funcionários. No caso, a empresa que adota este tipo de cultura se preocupa com o desenvolvimento profissional e pessoal dos colaboradores, além de valorizar o trabalho de cada um deles. 

Aqui na QRPoint por exemplo, nós temos essa cultura e valorizamos muito o trabalho de todos os colaboradores. Inclusive, o nosso produto vulgo sistema de controle de ponto online é especialmente para fazer com que a empresa adote esta cultura.

Afinal, quando um software de controle de ponto consegue fazer com que a empresa foque mais nas pessoas e menos nos processos, significa que ela valoriza muito quem está ajudando a empresa a crescer. 

Por isso, temos uma dica! Investir em nosso controle de ponto online pode ser a solução que a sua empresa precisa, afinal, nós temos funcionalidades completas e nosso aplicativo de controle de ponto faz todos os processos de forma automatizada. 

Benefícios da Cultura Organizacional

Antes de tudo, é importante lembrar que a cultura organizacional de cada empresa é de acordo com as suas próprias necessidades. Então, os benefícios são os mesmos para todas as organizações, mas a forma que a cultura organizacional deve ser implantada, não pode e nem deve ser igual, afinal, cada empresa possui um perfil diferente. 

Fique agora com todas as vantagens da Cultura Organizacional:

  • Nesse sentido, a cultura organizacional difere a sua empresa das concorrentes e demais organizações no mercado de trabalho.
  • O público-alvo e a persona passam a enxergar a sua empresa de forma mais positiva no mercado de trabalho.
  • Cria uma identidade própria e os colaboradores se sentem mais pertencentes à organização.
  • Diminui os conflitos internos, como por exemplo, evitando problemas e melhorando o relacionamento interpessoal, além do clima organizacional.
  • Os colaboradores passam a ser mais comprometidos com o seu trabalho, ou seja, ficam mais motivados e automaticamente, mais produtivos.
  • Otimiza a gestão de pessoas, controles e processos da organização.
  • Os colaboradores novos se adaptam de forma rápida na empresa quando se tem uma cultura organizacional bem definida. 

Agora que você já sabe tudo sobre a cultura organizacional, que tal aprender como desenvolvê-la dentro da sua organização? Vem com a gente!

Como desenvolver a cultura organizacional da sua empresa?

Antes de mais nada, é necessário entender que a cultura organizacional também pode ser criada intencionalmente. Ou seja, mesmo que nada tenha sido discutido a respeito, o exemplo do gestor da companhia é naturalmente seguido pelos colaboradores. Além disso, quando algumas atitudes não são podadas ou incentivadas, fica subentendido que a prática deve ser interrompida ou continuada.

Nesse caso, ao construir de modo intencional a cultura organizacional da companhia, os colaboradores devem estar cientes de que existe um  novo manual a ser seguido. Desse modo, as ações serão destinadas à construção de um ambiente agradável e seguro para o desenvolvimento profissional e crescimento do empreendimento.

Por ser a norteadora, é importante eleger a cultura organizacional junto ao propósito da organização, sua visão e valores. Para isso, você precisa listar o cenário atual e o que deseja construir. Por exemplo:

  • O negócio tem foco em aumento dos lucros ou no aumento da satisfação dos clientes?
  • Quando um problema surge, é preferível pensar antes de agir ou tentar resolver e aprender com o resultado imprevisível que vier?
  • Existe um escopo de trabalho definido ou cada profissional faz o que aparece no dia?
  • É melhor delegar o trabalho ou assumir a responsabilidade da tarefa?
  • O cumprimento dos prazos é fundamental ou não existe problema em fazer o cliente esperar um pouco mais? 
  • O cenário ideal é entregar dentro do prazo, mas com erros e atrasar a entrega ou realizar o trabalho com máxima qualidade?
  • Trabalho em equipe é fundamental ou o importante são os destaques de certos talentos?
  • Os colaboradores devem ser advertidos pessoalmente, longe da equipe, ou a direção não se importa em gerar ruídos sem uma conversa direta?

Mas para que fique ainda mais claro, iremos te ajudar dando dicas com um simples passo a passo, confira:

Crie um Significado:

Quais são os valores que você deseja seguir com os seus clientes, qual é o seu propósito com a empresa, como você descreveria a sua organização, entre outras questões essenciais. 

Construa um pilar: 

O pilar é base da sua cultura, então, basicamente o que você acha que seria bom para a sua empresa. É importante, que assim que for definido, o mesmo seja propagado e executado na empresa. 

Não inclua todo mundo: 

Nesse sentido, não é para você tentar moldar forçadamente os funcionários da sua organização, apenas porque a cultura modificou. Uma dica é: apesar da cultura organizacional ser mutável, tente manter um padrão, pois quando ela estiver estabelecida no mercado, será muito importante para que os novos talentos se identifiquem com a sua empresa. 

Aceite o caminho que a sua liderança te proporciona: 

Provavelmente, os colaboradores que foram destinados às responsabilidades de liderança, não os que mais compactuam com as características da empresa e fazem mais jus à cultura organizacional da mesma, correto? Então, não dispense a opinião desses líderes. 

Elabore os seus próprios rituais:

Por diversas vezes, alguns comportamentos e atitudes já reforçam no cotidiano a cultura organizacional da empresa. Por exemplo, muitas empresas ao invés de colocarem na gerência pessoas de fora, acabam sempre promovendo algum colaborador qualificado, ou seja, dando valor ao trabalho daquele indivíduo. No entanto, o ponto é: não deixe isso tirar a credibilidade da sua organização.

Contrate talentos de acordo com a sua cultura organizacional:

Muitas empresas fazem contratação às pressas sem perceber se o indivíduo realmente se identifica com a empresa. Por isso, é necessário que você faça uma retenção de talentos e busque um colaborador em potencial que realmente se alinhe com a missão, visão e valores da organização. 

controle de jornada e a cultura organizacional

Qual é a relação entre o controle de jornada e a cultura organizacional?

Antes de mais nada, você por qual motivo uma empresa faz o controle de jornada dos colaboradores? Ah, essa resposta é um pouco óbvia, né? Afinal, o controle de jornada é feito para controlar o horário de entrada e saída dos funcionários, certo? Engana-se quem acredita nisso. 

É claro, essa é uma das funções do controle de jornada, mas na verdade, esse controle está completamente conectado com a cultura organizacional e a motivação de todos os colaboradores. Por isso muitas empresas estão aderindo novas tecnologias. 

Agora, você deve estar pensando: ok, mas o que tem haver! O ponto principal é que  a QRPoint pode proporcionar melhorias para a sua empresa, alinhando o controle de jornada com a cultura da sua organização, utilizando apenas um software de controle de ponto

Pois é! O nosso sistema de controle de ponto online possui funcionalidades integradas e únicas, podendo solucionar diversos processos da sua organização. Aí você se questiona: será que vale a pena esse investimento?  A resposta é: teste agora mesmo! Isso mesmo! Nós te damos 10 dias de teste grátis para você aproveitar e conhecer todas as nossas funcionalidades. Vai perder essa oportunidade?

Olha, além disso, estamos sempre à sua disposição. Por isso, sempre que precisar…

Conte com a QRPoint!

Para dar início, nós fornecemos o registro rápido dos seus colaboradores no software de controle de ponto, reduzindo a dificuldade na hora de adotar o novo sistema.

Uma vez que tudo já estiver nos conformes, você vai poder aproveitar do app do gestor, um dos nossos maiores benefícios.

É através do aplicativo do gestor que você terá acesso a dashboards de indicadores, mostrando todos os colaboradores que estão dentro da organização trabalhando, além daqueles que estão de férias e muito mais!

Portanto, para garantir a estadia do colaborador dentro do local de trabalho, nós usamos os recursos de geolocalização para criar uma cerca digital que garante exatamente onde o ponto online ou o ponto offline está sendo registrado.

E pensando na segurança tanto do colaborador quanto do gestor, o controle de ponto é registrado através do reconhecimento biométrico do profissional. Nós também mantemos o banco de horas de todos os colaboradores, permitindo mudanças nele se necessário.

Entre em contato para tirar qualquer dúvida sobre o nosso sistema de controle de ponto com nossa equipe. Ficou interessado e quer os benefícios do QR Point na sua empresa? Faça hoje mesmo um teste do controle de ponto gratuito e prove a facilidade de ter o cálculo de horas, adicionais e faltas feito automaticamente.

Não vai perder a oportunidade de automatizar a sua empresa com o melhor software de controle de ponto online, né? Saiba mais sobre o nosso controle de ponto em nosso site!

Você pode acompanhar mais conteúdos em nossas redes sociais: LinkedIn, Instagram e Facebook.

Tecnologia que poupa tempo e dinheiro para a sua empresa.

O que tá esperando? Comece a usar agora mesmo!